Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de setembro de 2016. Atualizado às 22h43.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 30/09/2016. Alterada em 29/09 às 20h51min

Frases e personagens

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo e da Facesp

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo e da Facesp


ROVENA ROSA/ABR/JC
"A Associação Comercial de São Paulo projeta que o varejo brasileiro fechará o ano com queda de 5,1% em relação a 2015. A previsão é para o varejo restrito, ou seja, que não considera os setores de automóveis e de material de construção. A queda é mais acentuada do que a registrada em 2015 com relação a 2014 (-4,3%)." Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo e da Facesp.
"O governo fará processo na Organização Mundial do Comércio (OMC) para questionar tributações aplicadas pelos EUA na exportação de nossos produtos siderúrgicos. Queremos eliminar taxas que estão sendo cobradas pelo governo norte-americano." José Serra, ministro das Relações Exteriores.
"Não existe a possibilidade de aumento de impostos para este ano. Também não acredito que, em 2017, sejam aumentados. E a proposta da reforma da Previdência seguirá ao Congresso em semanas. Mais importante do que o tempo para a aposentadoria, é garantir que todos recebam o beneficio, ou faltará dinheiro." Henrique Meirelles, ministro da Fazenda.
"A prioridade atualmente é controlar a queda da economia, estabilizar, voltar a crescer, investir e criar empregos. Para isso, estamos tomando providências para o governo deixar de ser um grande absorvedor de poupança da sociedade." Também Henrique Meirelles.
"A tendência da inflação do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) em 12 meses é desacelerar. A variação em 12 meses até setembro foi de 10,66%." Salomão Quadros, superintendente do Instituto Brasileiro de Economia da FGV.
"No Brasil, a cada 25, 30 anos, temos um tropeço na democracia, como no impeachment de Dilma Rousseff (PT). Quem sabe vocês, jovens, consigam mudar o rumo da história?" Ricardo Lewandowski, presidente do STF.
"O único tropeço no impeachment de Dilma Rousseff foi uma votação fatiada, com a contribuição decisiva do presidente do STF, Ricardo Lewandowski." Gilmar Mendes, presidente do TSE e ministro do STF, respondendo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia