Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de setembro de 2016. Atualizado às 22h27.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Osni Machado

Empresários & Cia

Notícia da edição impressa de 12/09/2016. Alterada em 09/09 às 19h17min

Parques tecnológicos gaúchos reúnem forças

Cleber Prodanov é pró-reitor de Inovação da Universidade Feevale

Cleber Prodanov é pró-reitor de Inovação da Universidade Feevale


JONATHAN HECKLER/JC
Após recente assinatura de importante acordo de cooperação entre os três parques tecnológicos gaúchos: Feevale Techpark, o Tecnopuc e o Tecnosinos, com o primeiro propósito de gerar condições para internacionalização de empresas incubadas, o pró-reitor de Inovação da Universidade Feevale, Cleber Prodanov, está indo participar do 33º Congresso Internacional dos Parques Tecnológicos e Incubadoras, que ocorrerá entre os dias 19 e 22 de setembro, na Rússia. Trata-se de um importante evento, com o objetivo de trazer conhecimento sobre o que ocorre mundialmente hoje neste ambiente.
Prodanov destaca a importância deste congresso e também salienta o significado relevante do acordo firmado aqui no Rio Grande do Sul. Os três parques tecnológicos têm 250 empresas e reúnem mais de 12 mil pessoas. Segundo ele, o convênio vai estimular ações conjuntas para alcançar objetivos similares, que irão estimular o intercâmbio de tecnologia, bem como parceria entre empresas. Isto também irá possibilitar o compartilhamento de informações sobre processos, transferência de tecnologia, instalação de empresas e novos projetos.
Prodanov explica que hoje as nações estão olhando para as potencialidades oferecidas por regiões do planeta. Isto, segundo detalha o pró-reitor, produz como resposta uma necessidade de unir esforços. Foi justamente o que ocorreu aqui com a assinatura do acordo, porém ele foi idealizado e concretizado a partir de 2015. Prodanov lembra que a proposta surgiu por ocasião do Congresso Internacional dos Parques Tecnológicos e Incubadoras, na China, em outubro do ano passado.
O Congresso Internacional dos Parques Tecnológicos e Incubadoras é realizado um ano em cada país, e agora será na Rússia. O pró-reitor comenta que a Rússia teve um importante desafio desde que a União Soviética se desmantelou, a dela para cá, procura repatriar "conhecimento" e também desenvolver esforços na criação de ambientes tecnológicos.
Prodanov diz que será um bom momento para mapear oportunidade para empresas, por exemplo, das áreas de saúde, biotecnologia, medicamentos entre outros.
A assinatura do acordo de cooperação ocorreu no dia 25 de agosto e integrou a programação do Tecnopuc Experience. Na oportunidade, estiveram presentes, além do pró-reitor de Inovação da Universidade Feevale, o gestor executivo do Feevale Techpark, Alexandre Peteffi; o diretor do Tecnopuc, Rafael Priklandnicki; e o diretor da Unitec e CEO do Tecnosinos, Luís Maldaner.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia