Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 22h33.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 28/09/2016. Alterada em 27/09 às 18h44min

Carga tributária sobe para 32,66% em 2015

A carga tributária paga pela sociedade brasileira aumentou em 2015. Segundo dados divulgados pela Receita Federal nesta segunda-feira, a arrecadação de impostos representou, no ano passado, 32,66% do Produto Interno Bruto (PIB). Em 2014, a carga tributária havia sido de 32,42%. Este é o maior patamar desde 2013, quando a carga foi de 32,67%. O dado de 2014 foi revisado para baixo pela Receita Federal. Originalmente, o número apresentado era de 33,47%.
Segundo a Receita, a variação positiva de 0,24 ponto percentual (p.p.) ocorreu em razão de uma queda no PIB (-3,8%) maior do que o recuo da arrecadação (-3,15%). Assim, proporcionalmente, o percentual da arrecadação avança sobre o PIB. Além disso, os técnicos apontam que, apesar de muitas das desonerações tributárias terem sido revertidas, essas renúncias continuaram tendo efeito em 2015. Em nota, o Fisco informa, no entanto, que há uma tendência de estabilidade.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia