Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de setembro de 2016. Atualizado às 22h25.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Profissão

Notícia da edição impressa de 14/09/2016. Alterada em 13/09 às 18h24min

Mais de mil peritos contábeis já estão no cadastro

Até a publicação do novo CPC, apenas alguns tribunais contavam com banco de dados atualizado

Até a publicação do novo CPC, apenas alguns tribunais contavam com banco de dados atualizado


NEC CORPORATION OF AMERICA VIA VISUALHUNT /DIVULGAÇÃO/JC
O novo Código do Processo Civil (CPC), em vigor desde março, trouxe uma série de inovações para a área pericial. Uma delas é a que determina que os tribunais devem manter um cadastro de peritos para consulta dos juízes. O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) se antecipou e criou o Cadastro Nacional de Peritos Contábeis (CNPC).
Até a publicação do novo CPC, apenas alguns tribunais contavam com banco de dados atualizado para que o magistrado pudesse selecionar o perito de acordo com a especialização e a área geográfica de atuação. O novo código determinou que todos os tributais tenham esse instrumento e, para construí-lo, façam consultas públicas - por meio de divulgação na internet ou em jornais de grande circulação - aos conselhos de classe, dentre outros. Diante disso, o CFC construiu o CNPC, cujo objetivo é oferecer à Justiça e à sociedade uma lista de profissionais qualificados, identificados por suas especialidades e área geográfica de atuação. "A ação é uma medida pioneira do conselho, que busca dar celeridade ao processo de escolha, pelo magistrado, do perito", afirma a presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRCMT), Silvia Cavalcante.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia