Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de agosto de 2016. Atualizado às 00h01.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Senado

Notícia da edição impressa de 31/08/2016. Alterada em 31/08 às 00h00min

Cardozo deve propor cisão do julgamento

José Eduardo Cardozo ficou indignado com a advogada da acusação

José Eduardo Cardozo ficou indignado com a advogada da acusação


MARCELO CAMARGO/ABR/JC
O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo (PT), responsável pela defesa de Dilma Rousseff (PT) no julgamento final do processo de impeachment, disse ontem considerar adequado julgar separadamente a cassação do mandato da presidente afastada e a inabilitação dela para o exercício de funções públicas por oito anos.
Ele explicou que a base de apoio à petista ainda não decidiu se vai pedir para que o julgamento das duas questões seja dividido, mas que o momento certo para fazê-lo é hoje, pouco antes da votação definitiva no Senado. "Os senadores estão decidindo. Acho que vai (ser feito)."
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia