Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de agosto de 2016. Atualizado às 00h13.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Impeachment

Notícia da edição impressa de 12/08/2016. Alterada em 11/08 às 21h19min

Em carta pessoal, Dilma defenderá um plebiscito sobre as eleições

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) fará uma carta citando a questão do plebiscito sobre novas eleições, segundo senadores do PT que estiveram no Palácio da Alvorada. O entendimento é que a carta será "de Dilma", e não dos partidos ou movimentos sociais, que se dividem sobre a oportunidade de defender novas eleições. A avaliação é que, apesar do placar de derrota da sessão do Senado sobre o impeachment, é preciso reforçar o corpo a corpo junto aos senadores.
Dilma conversou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e almoçou com senadores e ainda com os presidentes do PT, Rui Falcão; do PDT, Carlos Lupi; e do PCdoB, Renato Rabelo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia