Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de agosto de 2016. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

IMPEACHMENT

Notícia da edição impressa de 03/08/2016. Alterada em 02/08 às 21h35min

Renan Calheiros bate o martelo e antecipa votação do processo no Senado Federal

Ao final de várias reuniões nos últimos dois dias com o presidente interino Michel Temer (PMDB) e a cúpula do PMDB, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), bateu o martelo nesta terça-feira: o início do julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) será no dia 25, e não no dia 29, como anunciado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e deve ser concluído até o dia 29, portanto ainda em agosto. Seguindo o cronograma aprovado no Senado, Renan disse que, se preciso for, as testemunhas de acusação e defesa, inclusive a presidente afastada, serão ouvidas até no sábado e domingo.
Ele negou que a conclusão do impeachment em agosto tenha feito parte de um acordo para a nomeação do novo ministro do Turismo, o deputado Marx Beltrão, a seu pedido. Com a antecipação da votação, Temer poderá viajar para a reunião do G-20, na China, já como titular.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia