Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de agosto de 2016. Atualizado às 22h38.

Jornal do Comércio

Opinião

CORRIGIR

Artigo

Notícia da edição impressa de 03/08/2016. Alterada em 02/08 às 21h45min

Reflexões sobre as Olimpíadas

Leci Maria Soriano Bobsin Corrêa
As Olimpíadas, evento que se iniciará sexta-feira no Rio de Janeiro, tem como proposta a disputa entre 42 modalidades de 33 esportes. Estimativas indicam que os Jogos Olímpicos poderão atingir mais de 5 bilhões de espectadores. Todos os meios de comunicação estarão ligados e seremos envolvidos por sentimentos de patriotismo, que por alguns instantes até esqueceremos da situação econômica e política do País. Porém, o pensamento que reflito nesta ocasião não faz referência à atual crise de incerteza do Brasil, mas sim, de que um evento dessa amplitude pode promover uma ação de melhoria na qualidade de vida dos brasileiros, a partir de pesquisas recentes que indicam altos níveis de doenças relacionadas à mente humana.
Especialistas da área da saúde revelam que o esporte possui componentes eficazes para aliviar graus de estresse, depressões e ansiedades revertendo a toxidade causada pelas doenças do cérebro. A Neurociência explica que por meio do movimento do corpo há uma liberação de neurotransmissores gerando a ativação do córtex frontal, controlando a raiva e a impulsividade. Os neurotransmissores conduzem uma informação de um neurônio ao outro, fazendo as sinapses. Professor de Neuropsiquiatria da Escola de Medicina de Harvard - John Ratey - afirma que nenhuma outra maneira de tratar problemas relacionados à saúde mental atua de forma tão eficaz como os exercícios físicos, com resposta muito próxima aos antidepressivos.
Com o despontar das Olimpíadas e com o alto nível de doenças acometendo nosso cérebro como as depressões, ansiedades e o estresse, penso que temos uma oportunidade ímpar de refletir sobre como mantermos nossa mente sã. A exemplo, temos as caminhadas e corridas que não têm contraindicações, podendo auxiliar no combate a esses males. Segundo o neurocientista Joseph LeDoux, "você é as suas sinapses e elas são o que você é". Mantenha sua saúde mental em dia. Estimule suas sinapses praticando atividades físicas.
Professora, administradora, graduanda em psicologia
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia