Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de agosto de 2016. Atualizado às 00h22.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Imigração

Notícia da edição impressa de 12/08/2016. Alterada em 11/08 às 20h46min

Pesquisa revela alta rejeição a refugiados e imigrantes no mundo

A decisão britânica de se separar da União Europeia no plebiscito do Brexit e a ascensão do candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, que defende o banimento de refugiados e a construção de um muro separando os Estados Unidos do México, refletem uma tendência global contrária à imigração.
Em meio a uma grave crise de refugiados, há uma forte opinião negativa em todo o mundo em relação ao movimento de pessoas entre nações. O dado é revelado por uma pesquisa realizada em 22 países - Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, França, Reino Unido, Alemanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, México, Polônia, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Turquia e EUA -, que mostra uma rejeição alta e generalizada das pessoas em relação a imigrantes e refugiados. O levantamento foi feito com 16.040 pessoas, e a margem de erro oscila entre 3,5 e 5 pontos percentuais para mais ou para menos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia