Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de agosto de 2016. Atualizado às 01h17.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 18/08/2016. Alterada em 17/08 às 21h43min

Redenção e Marinha terão câmeras até dezembro

Redenção receberá 21 novos equipamentos, que se somarão aos cinco já existentes

Redenção receberá 21 novos equipamentos, que se somarão aos cinco já existentes


GILMAR LUÍS/JC
Isabella Sander
Até o final de 2016, os parques Redenção e Marinha do Brasil, em Porto Alegre, se tornarão lugares mais seguros de frequentar. Os espaços receberão 30 novas câmeras de monitoramento até 16 de dezembro - serão 21 na Redenção e nove no Marinha. Os aparelhos se somarão aos cinco já ativos na Redenção e seis no Marinha, totalizando 41. A aquisição custou R$ 1,7 milhão, em recursos captados através de financiamento junto ao Banco de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Badesul).
Segundo o diretor-presidente da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa), Mario Luis Teza, o período de quatro meses é necessário para a realização da obra de infraestrutura elétrica e instalação de fibra ótica. "Logo, teremos tudo em pleno funcionamento. Já temos algumas câmeras em operação e, agora, teremos parques com a maior cobertura possível", salienta. Os equipamentos ficarão em pontos estratégicos já mapeados pela Guarda Municipal, em parceria com a Brigada Militar, como locais de alta periculosidade.
As imagens captadas serão monitoradas no Centro Integrado de Comando da Capital (Ceic). Os novos aparelhos contarão com um sistema inteligente, que identifica situações suspeitas e aciona um alarme nos centros de comando, para alertar os profissionais que estão monitorando a acionar a Guarda Municipal ou a Brigada Militar. As imagens permanecerão armazenadas durante cerca de 30 dias.
"A segurança de fato vai aumentar, principalmente na parte da prevenção e da elucidação, pois o criminoso será identificado pelo monitoramento, capturado e não roubará mais no local", destaca o secretário municipal de Segurança, Juarez Fraga. Os crimes mais frequentes nos parques são furtos por descuido - quando o indivíduo, sentindo-se tranquilo em um momento de lazer, relaxa no cuidado com seus pertences e o ladrão, aproveitando a distração, pega a bolsa ou o celular da pessoa e sai correndo.
Além do videomonitoramento, os dois parques contam com viaturas permanentes da Guarda Municipal. Próximo à Redenção, o Campus Centro da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) também ganha atenção especial do efetivo. Atualmente, Porto Alegre possui 486 guardas municipais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia