Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de agosto de 2016. Atualizado às 00h13.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Rio de Janeiro

Notícia da edição impressa de 12/08/2016. Alterada em 12/08 às 00h10min

Força Nacional foi orientada sobre favelas

Os policiais militares e bombeiros que integram a Força Nacional foram orientados a terem atenção redobrada e não entrarem em favelas no Rio de Janeiro. Todos os 6 mil agentes que estão na cidade para fazer a segurança das áreas de competição dos Jogos Olímpicos são de outros estados e enfrentam, em seu dia a dia, uma realidade bem distinta.
A informação foi confirmada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, em visita, nesta quinta-feira, ao Centro Olímpico de Deodoro, na zona Oeste. "As viaturas não deveriam jamais entrar nas comunidades, mas sim permanecer dentro das vias expressas. Essa é uma recomendação que fizemos e fazemos ao nosso pessoal", afirmou o ministro, lembrando que as Forças Armadas já ocuparam a Vila do João.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia