Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de agosto de 2016. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança

Notícia da edição impressa de 02/08/2016. Alterada em 01/08 às 20h59min

Em quatro anos, verbas da União para os estados caem um terço

Em meio à escalada de violência que tornou o Brasil o país que mais registra homicídios no mundo, o governo federal reduziu seus gastos com segurança pública entre os anos de 2010 e 2014. O valor da ajuda federal enviada a estados e municípios para auxiliá-los no combate à violência caiu de R$ 12,8 milhões, em 2010, para R$ 7,9 bilhões, em 2014. Os valores enviados voluntariamente pelo governo federal em 2014 para as políticas de segurança de estados e prefeituras ficaram 20% abaixo do registrado em 2010.
Os dados são de um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), o qual aponta que, mesmo com o aumento dos recursos de estados e municípios para o setor, a falta de dinheiro, de gestão dos órgãos de segurança e de coordenação entre eles podem ser as causas para o avanço do número de homicídios.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia