Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de agosto de 2016. Atualizado às 22h05.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Alterada em 24/08 às 22h06min

Santos faz 3 a 1 e abre vantagem contra o Vasco nas oitavas da Copa do Brasil

O Santos deu um grande passo rumo às quartas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (24), no estádio da Vila Belmiro, em Santos. Em mais uma ótima atuação do meia Lucas Lima, o melhor em campo, a equipe dirigida pelo técnico Dorival Júnior bateu o Vasco por 3 a 1 e pavimentou a passagem à fase seguinte do torneio.
Com os seus medalhistas olímpicos de volta - Zeca, Thiago Maia e Gabriel -, Dorival Júnior escalou o que tinha de melhor. A ideia era buscar o resultado em casa, sem tomar gols, para jogar de forma tranquila no Rio de Janeiro, na volta, no dia 21 de setembro, no estádio de São Januário.
Mas era Lucas Lima quem dava as cartas na Vila Belmiro. O meia participava de todas as jogadas de perigo do Santos: em belo chute de fora da área, que o goleiro uruguaio Martín Silva fez grande defesa e mandou para escanteio, logo no começo do jogo, e em ótima assistência para Ricardo Oliveira, livre e de frente para o gol, chutar por cima. Teve tempo até de perder a cabeça e receber amarelo depois de entrada dura em Jorge Henrique.
Acuado, o Vasco até que tentou alguma coisa no início. Procurou adiantar a marcação para surpreender a defesa santista. Sem sucesso. Bem marcado, Nenê, seu melhor jogador, pouco fazia. O toque de bola e repertório ofensivo dos donos da casa, no entanto, prevaleciam.
E foi assim que saiu o primeiro gol. Dos pés de Lucas Lima, sempre ele, em cruzamento da direita, na cabeça de Renato: 1 a 0 aos 30 minutos. O Vasco, invicto contra times da Série A em 2016 - eram 10 jogos -, acusou o golpe. Desta vez, foi o momento de Ricardo Oliveira. Em falta bem cobrada pelo centroavante, o Santos abriu 2 a 0, aos 37.
Sem ter o que perder e na busca por um gol fora de casa, o Vasco foi para o ataque. Criou duas boas chances, uma com Ederson, que perdeu dividida com o goleiro Vanderlei, e outra com Andrezinho que, cara a cara com o goleiro, chutou em cima do adversário, desperdiçando boa chance de diminuir.
No começo do segundo tempo, um gás de pimenta soltado pela Polícia Militar fora do estádio, para conter uma confusão entre torcedores, paralisou a partida por três minutos, a pedido dos jogadores. Em raro ataque, o Vasco acertou a trave com Andrezinho. Só que a noite era de Lucas Lima.
Depois de se destacar no primeiro tempo, o camisa 20 voltou a mostrar todo o seu talento para ampliar a vantagem e encaminhar a classificação às quartas de final. Aos 20 minutos, ele recebeu de calcanhar de Renato e bateu colocado, no canto. Aos 50, Eder Luis descontou, dando esperanças à torcida vascaína no jogo de volta.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia