Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de agosto de 2016. Atualizado às 18h07.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Rio-2016

17/08/2016 - 15h02min. Alterada em 17/08 às 18h13min

Brasil goleia Honduras e decidirá a final contra a Alemanha

Neymar fez dois dos seis gols da partida, um deles o mais rápido da história dos Jogos Olímpicos

Neymar fez dois dos seis gols da partida, um deles o mais rápido da história dos Jogos Olímpicos


Odd Andersen/AFP/JC
Agência Globo
A seleção masculina de futebol venceu de goleada Honduras nesta quarta-feira (17) no Maracanã, no Rio de Janeiro. Neymar fez dois gols, Gabriel Jesus outro dois e Marquinhos e Luan marcaram os outros gols. Agora o time disputa ouro contra a Alemanha, no domingo. 
O capitão Neymar também saiu da partida com o feito de ter marcado o gol mais rápido da história dos jogos ao abrir o placar aos 14 segundos do apito inicial. Antes disso, o canadense Janine Beckie havia conseguido. No dia 3, ao fazer gol contra a Austrália aos 19 segundos.
Empolgada, a torcida gritou olé e cantou: "Ô Alemanha, pode esperar, a sua hora vai chegar". A Alemanha enfrenta a Nigéria na outra semifinal. A decisão da medalha de ouro será no Maracanã no sábado às 17h30min. O jogo do bronze acontecerá no Mineirão, em Belo Horizonte, no mesmo dia, às 13h.
"Estamos fortes e unidos, e com apoio do torcedor, vamos buscar esse ouro", disse o goleiro Weverton. O zagueiro Marquinhos também festejou, e destacou o fato de a seleção não ter tomado gol nos cinco jogos que fez no torneio:
"O começo foi duvidoso, mas crescemos na competição e agora chegamos muito fortes. Hoje foi um dia incrível, está todo mundo de parabéns. Estamos sem tomar gols, e isso nos deixa também muito felizes. A gente sabe, num mata-mata, como é importante não tomar gol, antes mesmo de fazer."
Depois de Neymar, aos 25, Gabriel Jesus aumentou a vantagem, ao receber livre e bater por baixo, cara a cara com o goleiro. Aos 34, de novo Gabriel Jesus marcou, outra vez entrando livre na área, em velocidade. 
Aos 5 do segundo tempo, Neymar bateu escanteio e o zagueiro Marquinhos apareceu na área hondurenha para finalizar forte e fazer o quarto gol brasileiro. O quinto gol foi do atacante Luan, do Grêmio, aos 34, embaixo da trave, aproveitando cruzamento da direita de Rafinha.
Já nos acréscimos, Luan foi derrubado na área: pênalti. Neymar cobrou com categoria e botou bola no canto direito e goleiro no esquerdo para definir o placar em 6 a 0.
A seleção hondurenha, limitada tecnicamente, abusou das faltas e das entradas duras, especialmente no primeiro tempo. Mas ao longo do jogo, envolvidos pelo toque de bola brasileiro, os jogadores do Honduras abandonaram a estratégia inicial de tentar provocar os adversários.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia