Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de agosto de 2016. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

rio-2016

Notícia da edição impressa de 02/08/2016. Alterada em 01/08 às 21h49min

Projeção coloca Brasil apenas em 16º no quadro de medalhas

Economistas do banco Goldman Sachs fizeram uma projeção sobre o quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos do Rio, na qual os brasileiros aparecem apenas em 16º lugar. Eles levaram em conta "as variáveis macroeconômicas e as relações estatísticas" para fazer o levantamento, que tem os EUA em primeiro lugar. Para o Comitê Olímpico Brasileiro, a meta é ficar em 10º.
O estudo segue o modelo das Olimpíadas de 2012, quando a instituição acertou dez dos 11 primeiros países no quadro de medalhas. A Goldman Sachs cravou também o número de vezes em que os anfitriões britânicos subiram no topo do pódio, 65. O primeiro critério para definir a ordem dos países no quadro de medalhas é o número de ouros, seguido das pratas e dos bronzes.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia