Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de agosto de 2016. Atualizado às 17h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 29/08 às 17h55min

Ouro fecha em alta, após movimento de correção das recentes perdas

Os preços do ouro reverteram as perdas nesta segunda-feira (29) e fecharam em alta, com os investidores à procura de pechinchas em um movimento de correção dos preços baixos.
O contrato para entrega em dezembro fechou em alta de 0,10%, a US$ 1.327,10 por onça-troy, na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), após ter sido negociado a US$ 1.321,20 no início da sessão.
Os temores de um aumento da taxa de juros dos EUA pesaram sobre os preços do ouro nesta manhã. Na sexta-feira, 26, a presidente do Fed, Janet Yellen, apontou que as preocupações sobre o crescimento econômico têm diminuído e que o argumento para um aumento da taxa de juros foi reforçado nos últimos meses. Além disso, o vice-presidente do Fed, Stanley Fischer, sugeriu que um aumento da taxa poderia vir em setembro, o que colocou ainda mais pressão sobre o ouro.
No entanto, o mercado ainda está cético em relação a um aumento da taxa de setembro, o que levou os preços a se recuperarem das recentes perdas, disse George Gero, diretor da RBC Wealth Management.
Taxas mais elevadas tendem a pesar sobre o ouro, que não paga nada aos seus investidores e se esforça para competir com ativos de rendimento quando os custos de empréstimos sobem.
Além disso, um dólar mais forte também colocou pressão sobre o ouro durante a sessão, mas à medida que foi perdendo força, o ouro foi melhorando. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia