Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de agosto de 2016. Atualizado às 14h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 26/08 às 14h29min

Bolsas da Europa fecham em alta após discurso de Yellen, do Fed

As principais bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira (26) com os investidores reagindo ao discurso da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen, na conferência anual da autoridade monetária em Jackson Hole, no Wyoming. Yellen sinalizou que os argumentos que justificam uma alta nos juros se fortaleceram nos últimos meses, mas ainda há incertezas no cenário.
Durante toda a semana, o mercado acionário operou com cautela, na expectativa pela fala de Yellen. O entendimento da Europa com o discurso desta sexta é que uma elevação dos juros da economia norte-americana mostraria que os Estados Unidos estão crescendo de forma sustentável - e deve ter um efeito positivo nos outros mercados. Assim, o índice pan-europeu Stoxx 600 avançou 0,50% e fechou aos 343,72 pontos, alta acumulada de 1,05% na semana.
Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 subiu 0,31%, aos 6.838,05 pontos, mas acumulou queda de 0,30% na semana. Num primeiro momento, Londres acompanhou as outras praças europeias e caiu, porém, as perdas foram revertidas rápido, com os investidores compreendendo que os juros nos EUA devem permanecer onde estão por mais algum tempo.
O destaque positivo em Londres ficou com as mineradoras, que se recuperaram das perdas de Quinta-feira (25) e avançaram, com a Glencore subindo 3,21%. Na segunda-feira, 29, o mercado londrino ficará fechado devido a um feriado.
Em Frankfurt, o DAX fechou em alta de 0,55%, aos 10.587,77 pontos, e acumulou alta de 0,41% na semana. A Volkswagen teve um dos maiores avanços do índice e subiu 3,16% depois de fazer um acordo com concessionárias americanas no fim da quinta-feira.
Milão e Madri tiveram as maiores altas porcentuais, avançando 0,80% e 0,70%, respectivamente. Na Itália, o FTSE Mib acumulou alta de 3,27% na semana, com os bancos apresentando ganhos respeitáveis. Já na Espanha, o Ibex 35 teve alta de 2,47% na semana, também puxado pelas ações do setor bancário.
Em Paris, o CAC-40 avançou 0,80%, aos 4.441,87 pontos, e alta de 0,94% na semana. Em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,43%, aos 4.697,46 pontos. Na semana, o índice acumulou queda de 0,08%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia