Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de agosto de 2016. Atualizado às 21h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Alterada em 24/08 às 21h14min

Lucro da HP recua 8% no 3º trimestre fiscal, para US$ 783 milhões

Os ganhos e as receitas da HP encolheram no mais recente trimestre, mas a companhia mostrou sinais de sucesso ao estabilizar os negócios de computadores pessoais, que são sua maior fonte de receita.
A HP reportou que, no total, os ganhos do período encerrado em 31 de julho recuaram 8%, para US$ 783 milhões - ou 45 centavos de dólar por ação -, em uma queda na comparação com os US$ 854 milhões observados no mesmo período do ano passado, ou 47 centavos de dólar por ação. As receitas caíram 4%, para US$ 11,89 bilhões.
A companhia disse que a receita de seu negócio de sistemas pessoais ficou estável no terceiro trimestre fiscal após cinco trimestres de declínio, com as vendas da unidade de PCs avançando 4%.
No segmento de impressoras - que gera os maiores lucros da HP -, as receitas caíram 14%, refletindo o fato de os clientes estarem imprimindo menos que no passado.
Mas a HP mostrou sinais de melhora nesse setor também, e as receitas e lucro superaram as expectativas de analistas.
A companhia disse hoje que gerou US$ 1 bilhão em fluxo de caixa livre no terceiro trimestre, indicando que pode atingir a meta de geração de US$ 2 bilhões a US$ 2,3 bilhões em fluxo de caixa livre no ano fiscal que se encerra em outubro. Fonte: Dow Jones Newswires.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia