Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de agosto de 2016. Atualizado às 10h02.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 17/08 às 10h04min

Taxas futuras de juros acompanham dólar antes de ata do Fed e com DRU no radar

Os juros futuros têm leve alta na manhã desta quarta-feira (17) em linha com o dólar, que avança ante o real e de forma generalizada no exterior diante da perspectiva de que a ata do Federal Reserve (o banco central norte-americano), que sai às 15 horas sinalize a possibilidade de os juros subirem mais cedo este ano. Às 9h31min, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,73%, de 12,70% no ajuste da terça-feira. O DI para janeiro de 2021 a 11,91%, de 11,84%.
Há ainda cautela com o fiscal no Brasil, em meio à expectativa de votação nesta quarta, no Senado, do projeto que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 2023. Além disso, segundo observou mais cedo o estrategista da Guide investimentos, Luis Gustavo Pereira, "todos estão de olho nas negociações difíceis em torno da PEC que fixa um teto para gastos públicos e na renegociação de dívidas dos Estados com a União, que é mais um risco para o ajuste fiscal".
Também é negativa a notícia de que a taxa de desocupação no Estado de São Paulo ficou em 12,2% no segundo trimestre, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). A taxa é a maior desde o início da série histórica da Pnad Contínua Trimestral, em 2012.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia