Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 08 de agosto de 2016. Atualizado às 10h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

bancos

08/08/2016 - 10h28min. Alterada em 08/08 às 10h28min

BB Seguridade tem líquido de R$ 1,1 bilhão no 2º trimestre

A BB Seguridade, holding que controla os negócios de seguros do Banco do Brasil, reportou lucro líquido contábil ajustado, que desconsidera efeitos extraordinários, de R$ 1,1 bilhão no segundo trimestre, elevação de 9,3% na comparação com um ano, quando a cifra foi de R$ 994,645 milhões. Na comparação com os três meses anteriores, quando ficou em R$ 957,684 milhões, o crescimento foi de 13,5%.
O desempenho do segundo trimestre, conforme explica a BB Seguridade em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, foi motivado pela expansão de 12,0% do resultado operacional não decorrente de juros combinado e, em menor escala, pela evolução de 3,1% do resultado financeiro combinado, ambos líquidos de efeitos tributários.
Se considerados eventos não-recorrentes, o lucro líquido da BB Seguridade teria encolhido 10,6% no segundo trimestre ante um ano, quando totalizou R$ 1,215 bilhão. Na ocasião, a seguradora reverteu provisão no montante de R$ 220,539 milhões via a sua controlada Brasilprev.
No primeiro semestre, o lucro líquido da BB Seguridade totalizou R$ 2,044 bilhões, aumento de 5,2% em um ano, de R$ 1,944 bilhão. Considerando ajustes, teve queda de 5,5%. No ano passado, cresceu 22,4%. "O resultado acumulado do ano teve sua base de comparação com o 1S15 impactada por elevações nas alíquotas de tributos incidentes sobre todas as controladas e coligadas da BB Seguridade", destaca a companhia, em relatório.
A holding de seguros do BB encerrou junho com R$ 9,629 bilhões em ativos totais, montante 7,2% superior em um ano. Na comparação com março, houve elevação de 12,8%.
O patrimônio líquido da BB Seguridade foi a R$ 7,986 bilhões no ao final do segundo trimestre, aumento de 10,2% em um ano. Em relação aos três meses anteriores, recuou 6,3%. O retorno sobre o patrimônio líquido ajustado (RSPL) da holding que controla os negócios de seguros do BB foi a 55,2% ao final de junho contra 49,9% em março. Em um ano, estava em 55,9%.
A BB Seguridade comenta seus resultados do primeiro trimestre com analistas e investidores amanhã (9), em teleconferência a partir das 10 horas, em português, e às 11h30, em inglês.
O lucro líquido contábil ajustado da BB Seguridade, holding que controla os negócios de seguros do Banco do Brasil, de abril a junho, de cerca de R$ 1,1 bilhão, ficou em linha com as projeções do mercado. A média estimada por oito casas consultadas (BTG, BofA, Itaú BBA, JPMorgan, Morgan Stanley, Safra, UBS e uma casa que preferiu não ser identificada) era de R$ 1,058 bilhão no período, variação de 2,74%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia