Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de agosto de 2016. Atualizado às 17h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

VAREJO

02/08/2016 - 17h27min. Alterada em 02/08 às 17h27min

Abras: confiança dos empresários de supermercados mostra recuperação em junho

Os empresários do varejo de supermercados demonstram estar mais confiantes com o cenário macroeconômico brasileiro, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e da GFK realizada em junho. O índice saiu pela primeira vez da zona de pessimismo desde fevereiro do ano passado.
A pesquisa que mede a expectativa dos empresários para os próximos meses registrou um índice de 50,1 pontos numa escala de 0 a 100, em que números abaixo de 50 indicam pessimismo e números maiores que 50 apontam otimismo. Para a Abras, o número indica estabilidade e a saída de um território de expectativas negativas.
"O setor supermercadista já começa a esboçar sinais de recuperação, com vendas estabilizadas", comentou em nota o presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda.
As vendas do setor supermercadista, segundo a Abras, ficaram praticamente estáveis de janeiro a junho, subindo 0,07% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Com isso, a entidade revisou para cima suas projeções para o ano. A expectativa agora é de que as vendas nos supermercados irão crescer em torno de 0,4% em 2016, ante uma previsão anterior de queda de 1,8% nas vendas em 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia