Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de agosto de 2016. Atualizado às 10h57.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Empresas

02/08/2016 - 10h58min.

Lucro da Avon sobe a US$ 33 milhões no 2º trimestre, mas vendas recuam

A fabricante de cosméticos norte-americana superou as expectativas dos analistas

A fabricante de cosméticos norte-americana superou as expectativas dos analistas


ANA FRITSCH/JC
A Avon divulgou nesta terça-feira (2) que teve lucro líquido de US$ 33 milhões no segundo trimestre do ano, maior que o ganho de US$ 28,8 milhões obtido em igual período de 2015. O lucro por ação, porém, caiu na mesma comparação, de US$ 0,07 para US$ 0,06. Com ajustes, o ganho por ação recuou de US$ 0,09 para US$ 0,07. A receita diminuiu 8,3%, a US$ 1,43 bilhão.

A fabricante de cosméticos norte-americana superou as expectativas de analistas consultados, que previam lucro por ação de US$ 0,02 e receita de US$ 1,41 bilhão. Nos negócios do pré-mercado em Nova Iorque, as ações da Avon saltavam mais de 8% às 10h15min (de Brasília).

As vendas da Avon na Europa, Oriente Médio e África tiveram queda anual de 2% no segundo trimestre, a US$ 520,9 milhões. Na América do Sul, houve recuo de 12% nas vendas, a US$ 535,7 milhões. Já no restante da América Latina, as vendas caíram 5%, a US$ 224,4 milhões. Na região da Ásia e do Pacífico, as vendas registraram baixa de 10%, a US$ 141,9 milhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia