Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de agosto de 2016. Atualizado às 01h22.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 18/08/2016. Alterada em 17/08 às 19h09min

Contas do Estado

Li, surpreso, o artigo do deputado Gilberto Capoani (PMDB) no Jornal do Comércio de 16/08/2016. Surpreso em parte, pois o que poderia se esperar de um deputado quando exige esforço compartilhado de seus eleitores e o mesmo não acontece com seus pares? Convenhamos, está mais do que na hora de reduzir as verbas de gabinete, os CCs e outros penduricalhos e contribuir com o Executivo para sanar as contas do governo. Falar é bonito, principalmente quando se transmite a responsabilidade para terceiros. Deputado, se engaje na luta para a moralização dos gastos públicos, gastar o que realmente precisa. Confira as despesas de cada colega seu e ajude nosso governador a fazer um grande Estado. Não adianta ficar chorando o leite derramado. (Bruno Pedro Rech, contador, Sarandi/RS)
Contas do Estado II
Parabéns, deputado Gilberto Capoani, pelo artigo Contrariar interesses individuais custa caro (JC, 16/08/2016). Há tempo não lia nada tão lúcido e esclarecedor. Sair da zona de conforto é algo para poucos homens corajosos e creio que o governo do Estado está no caminho certo, mesmo tendo que cortar na própria carne! Também é imperioso atenção à sonegação do ICMS que, infelizmente, faz milhões e milhões de reais não terem o destino previsto. (Leandro de Mello Schmitt, professor de Direito Empresarial na Unisinos)
Aumento de impostos
Em relação à matéria Governo federal decide neste mês se elevará tributos (Jornal do Comércio, 16/08/2016), é muito cômodo aumentar impostos, pois nada é para beneficiar o cidadão, e sim para cobrir os rombos da corrupção. Lamentável. (Mengálvio dos Santos, Palmeira das Missões/RS)
Obras
O engenheiro José Maria R. de Vilhena fala do problema da má qualidade de nossas obras públicas, decorrente da falta de planejamento e fiscalização (Artigos, Jornal do Comércio de 17/08/2016). Entre as várias causas, ouso referir o chamado RDC - Regime Diferenciado de Contratação, na verdade, dirigido à corrupção. O fatiamento da administração em dezenas de órgãos que sugam cada vez mais recursos para as atividades meio e comprometem as atividades fim (Porto Alegre tem mais de 35 secretarias e órgãos equivalentes!); e, principalmente, o nosso sistema monárquico (governo de um só), presidencial, em que o "reizinho" precisa construir sua pirâmide, sua Brasília, para entrar na história. (Antonio Augusto d'Avila, economista)
Serra Gaúcha
Tem razão o leitor Mário de Aguiar (JC, 17/08/2016) sobre os preços cobrados em Gramado. Acrescentaria os caça-níqueis (parquímetros) em quase toda a Gramado. Qualquer dia, irão cobrar o ar que se respira na cidade. (Pedro José Mentges, Porto Alegre)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia