Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de julho de 2016. Atualizado às 18h24.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

IMPEACHMENT

Notícia da edição impressa de 27/07/2016. Alterada em 27/07 às 18h31min

Dilma ganha mais prazo para alegações finais

José Eduardo Cardozo vai insistir que pedaladas não configuram crime

José Eduardo Cardozo vai insistir que o processo é vingança política


EVARISTO SA/AFP/JC
O presidente da Comissão Especial do Impeachment, Raimundo Lira (PMDB-PB), decidiu ontem que a defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), poderá ter um dia a mais para apresentar as alegações finais da petista no processo de seu afastamento definitivo.
À noite, Lira conversou por telefone com o relator do processo, Antonio Anastasia (PSDB-MG), e o tucano concordou com a prorrogação do prazo. Inicialmente, a data limite para que o documento fosse apresentado à comissão era hoje. Assim, os advogados de Dilma deverão entregar as alegações amanhã.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia