Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de julho de 2016. Atualizado às 22h56.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo do Estado

Notícia da edição impressa de 26/07/2016. Alterada em 25/07 às 21h44min

Victor Hugo acumula pastas da Cultura e do Turismo

Secretário Victor Hugo afirma que situação deve ser provisória

Secretário Victor Hugo afirma que situação deve ser provisória


MARCO QUINTANA/JC
O secretário estadual da Cultura, Victor Hugo (PMDB), assumiu interinamente a pasta do Turismo, Esporte e Lazer - que ficou sem titular depois que o deputado estadual suplente Juvir Costella (PMDB) voltou à Assembleia Legislativa para ocupar a cadeira deixada por Alexandre Postal, nomeado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
"Foi um convite, uma convocação e um pedido do governador José Ivo Sartori (PMDB) para eu assumir interinamente até ele escolher outro nome", disse Victor Hugo, que também justificou a decisão de aceitar a pasta do Turismo. "O que me fez ter segurança para aceitar (a proposta do governador) foi o fato de eu ter um adjunto (André Kryszczun) que conhece muito bem as questões da cultura no Rio Grande do Sul, até porque ele me acompanha desde as eleições", revelou.
Victor Hugo disse que não sabe se vai receber como secretário das duas pastas, pois "isso não foi um condicionante para assumir o cargo". Ele é o terceiro membro do primeiro escalão a acumular funções - sob o argumento de ser uma condição temporária.
No início do governo Sartori, a titular da pasta do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini, foi nomeada para a diretoria da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) como interina. Ela ocupa até hoje os dois cargos.
Em abril deste ano, a titular do Gabinete de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori (PMDB), assumiu a pasta de Justiça e Direitos Humanos, depois que César Faccioli foi obrigado a deixar o cargo para voltar ao Ministério Público, respeitando uma resolução do Supremo Tribunal Federal (STF). Maria Helena continua à frente dos dois órgãos. 
Além desses casos, há outro interino no primeiro escalão de Sartori: o secretário adjunto da Educação, Luís Alcoba de Freitas, assumiu a pasta depois que Vieira da Cunha (PDT) deixou o cargo para concorrer à prefeitura de Porto Alegre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia