Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de julho de 2016. Atualizado às 21h27.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

câmara dos deputados

11/07/2016 - 21h29min. Alterada em 11/07 às 21h29min

Líderes referendam decisão da Mesa e eleição na Câmara será quarta-feira às 16h

Os líderes da Câmara dos Deputados referendaram a decisão da Mesa Diretora de marcar a eleição da presidência da Casa para a próxima quarta-feira (13), em reunião realizada esta noite. Eles não fizeram nenhuma alteração em relação ao que tinha sido proposto. Os deputados interessados em se candidatar têm até as 12h da quarta para fazer o protocolo na Secretaria-Geral da Mesa. A retirada de candidatura pode ser feita até uma hora antes do início da sessão de eleição. Seguindo o regimento interno, cada candidato terá dez minutos para falar na sessão, com ordem de fala definida por sorteio.
A expectativa do líder do governo, André Moura (PSC-SE), é de que além dos nove candidatos já inscritos, outros oito registrem suas candidaturas.
Até o início desta noite, tinham formalizado a candidatura Fausto Pinato (PP-SP), Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO), Carlos Manato (SD-ES), Marcelo Castro (PMDB-PI), Fábio Ramalho (PMDB-MG), Heráclito Fortes (PSB-PI), Giacobo (PR-PR), Cristiane Brasil (PTB-RJ) e Luiza Erundina (PSOL-SP).
Apesar de ainda não terem formalizado, Rogério Rosso (PSD-DF), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Beto Mansur (PRB-SP) também já anunciaram que vão concorrer. O total de candidatos pode passar de 17.
André Moura disse também que espera aprovar matérias defendidas pelo Planalto na sessão desta terça-feira, 12, no plenário da Câmara, entre elas a urgência da matéria sobre renegociação das dívidas dos Estados com a União e do projeto do pré-sal.
Antes da reunião dos líderes, o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), anunciou que a Mesa Diretora da Casa decidiu que a eleição ocorrerá na quarta-feira, a partir das 16 horas. "Quarta-feira será uma festa da democracia", disse Maranhão.
Tecnicamente, segundo o regimento interno da Câmara, bastaria que a Mesa definisse a data e a hora da eleição, porém o presidente interino e seus aliados querem evitar uma eventual judicialização, assegurando-se que a maioria das lideranças aceite a decisão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia