Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de julho de 2016. Atualizado às 19h56.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo do estado

08/07/2016 - 19h18min. Alterada em 08/07 às 19h57min

Governo do Estado negocia repasse de áreas da Cesa para abater dívida com a União

As propriedades da Cesa passam para famílias de trabalhadores rurais cadastrados no Programa Nacional de Reforma Agrária, do Incra

As propriedades da Cesa passam para famílias de trabalhadores rurais cadastrados no Programa Nacional de Reforma Agrária, do Incra


Luiz Chaves/Palácio Piratini/Divulgação/JC
Um termo de compromisso iniciou as negociações entre o Governo do Estado e a União para a aquisição de imóveis pertencentes ao Estado. São propriedades da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) para serem usadas no assentamento de famílias de trabalhadores rurais cadastrados no Programa Nacional de Reforma Agrária, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
Os terrenos ficam nos municípios de Cruz Alta e Vitória das Missões e correspondem a 243 hectares. Eles serão abatidos do valor da dívida do Estado com a União. O anúncio foi feito em solenidade no Palácio Piratini com a presença do governador José Ivo Sartori e dos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra; e da Saúde, João Magalhães Barros.
Segundo o ministro Padilha, as duas áreas ainda não têm valor definido e serão avaliadas por técnicos e analisadas levando em conta o valor de mercado. O ministro elogiou a atitude do governador Sartori.
"Em um gesto de desprendimento e muita responsabilidade para com as contas públicas do Governo do Estado decidiu entregar para o nosso Incra duas áreas de terra que serão submetidas a valorização conforme os valores de mercado, mas o mais importante é que este valor será abatido na dívida do Estado. Mostra que o Sartori está fazendo a sua parte e é uma sinalização muito importante para a sociedade", garantiu Padilha.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia