Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de julho de 2016. Atualizado às 19h08.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

partidos

05/07/2016 - 19h08min. Alterada em 05/07 às 19h08min

PPS defende parlamentarismo em reunião com Temer

Recebida nesta terça-feira (5), pelo presidente em exercício, Michel Temer, a bancada do PPS defendeu a adoção do parlamentarismo no Brasil e argumentou que "a mudança do sistema de governo seria a maior das reformas políticas".
"Argumentamos que ele (Temer) pode ter uma dimensão muito maior na história se, a partir de seu governo, iniciar a transição para o parlamentarismo, que é a maior das reformas políticas. Vamos fazer um movimento em torno disso", disse o presidente nacional do PPS, Roberto Freire.
Interlocutores do presidente em exercício disseram que esse foi apenas um dos temas tratados no encontro e Temer "apenas ouviu as sugestões".
Apesar disso, Freire afirmou, em nota, que o presidente em exercício disse que era preciso definir que atribuições seriam do presidente da República no modelo de parlamentarismo. "Ele mostrou a preocupação do presidente não ser uma mera figura decorativa", afirmou o deputado.
O líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno (PR), disse que Temer se mostrou "simpático a tese". "A mudança de sistema de governo é uma das bandeiras do PPS e sempre é apresentada pelo partido durante a discussão das reformas políticas que são debatidas no Congresso. Com Temer na presidência, enxergamos a possibilidade de levar essa proposta adiante. Foi uma reunião muito proveitosa e abre um caminho para isso", afirmou, também em nota.
Segundo a nota do partido, o vice-líder do PPS, Arnaldo Jordy (PA), também reforçou a proposta do parlamentarismo e disse que Temer poderia entrar para a história com a adoção do parlamentarismo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia