Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de julho de 2016. Atualizado às 00h28.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

imprensa

Notícia da edição impressa de 28/07/2016. Alterada em 28/07 às 00h24min

Turquia prende jornalistas, fecha rádios e TVs

O governo da Turquia anunciou ontem o fechamento de 131 veículos de comunicação - entre eles 45 jornais, 23 rádios e 16 TVs, segundo a agência estatal Anadolu - e emitiu ordem de prisão contra 47 jornalistas. O país declarou estado de emergência após uma tentativa fracassada de golpe em 15 de julho, à qual o governo do presidente Recep Tayyip Erdogan reagiu com a detenção de mais de 15 mil pessoas e um amplo expurgo nas Forças Armadas, no serviço público e no sistema de educação.
Entre os alvos de ordem de prisão de ontem está o respeitado colunista e cientista político Sahin Alpay, detido em sua casa pela manhã. Na segunda-feira, autoridades turcas haviam anunciado a prisão de 42 jornalistas.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia