Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de julho de 2016. Atualizado às 22h47.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Notícia da edição impressa de 22/07/2016. Alterada em 21/07 às 22h35min

Polícia atira em homem negro já rendido

Um homem negro desarmado que tentava ajudar um paciente com autismo foi baleado pela polícia da Flórida enquanto estava deitado no chão com as mãos para o alto pedindo aos policiais que não disparassem. O incidente é o mais recente em uma onda de casos de violência policial e racial registrados nos EUA.
Charles Kinsey, de 47 anos, foi ferido em uma perna, na segunda-feira, em Miami, enquanto ajudava um homem autista que estava desorientado e que perambulava perto de um lar coletivo onde a vítima trabalha como terapeuta. A polícia disse que estava respondendo a um chamado de emergência sobre um homem com uma pistola que ameaçava se suicidar.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia