Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 23h51.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Notícia da edição impressa de 15/07/2016. Alterada em 14/07 às 21h15min

Hillary perde apoio, e pesquisa aponta empate com Trump na eleição

Republicano e democrata aparecem com 40% das intenções de voto

Republicano e democrata aparecem com 40% das intenções de voto


DSK /AFP/JC
Os dois virtuais pré-candidatos à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton e Donald Trump, aparecem empatados com 40% das intenções de voto, segundo a mais recente pesquisa do jornal The New York Times e da rede CBS. A sondagem aponta uma forte queda da ex-secretária de Estado, que, um mês antes, tinha seis pontos percentuais a mais do que o bilionário.
A pesquisa indica que os eleitores acham a democrata melhor para lidar com questões sobre a imigração ilegal e relações raciais. Ela é derrotada por Trump em temas como economia e mercado internacional, e os dois aparecem empatados na avaliação do trabalho que fariam em relação à segurança nacional dos EUA.
O dado reflete uma movimentação importante do eleitorado, mas pode não refletir necessariamente o resultado da eleição, em novembro. Isso porque o sistema eleitoral dos Estados Unidos é indireto, e considera a votação por estados, levando à composição de um colégio eleitoral com delegados, em vez de considerar vencedor o candidato com mais votos nacionalmente.
A média de pesquisas por estados calculada pelo site Real Clear Politics indica que Hillary ainda está em vantagem em relação ao candidato republicano. Ela teria 209 votos no colégio eleitoral, contra 164 de Trump. Os dois ainda disputam 165 votos. O vencedor precisa ter mais do que 269.
Segundo a pesquisa, a democrata perdeu apoio por não ser considerada digna de confiança pela população. Entre os eleitores ouvidos, 67% acham que ela não é honesta.
A sondagem aparenta refletir as revelações da investigação oficial sobre o uso de e-mail privado por Hillary enquanto era secretária de Estado. O Departamento de Justiça descartou um processo criminal contra ela, mas o Departamento de Estado reabriu a investigação interna sobre o caso.
Prestes a ter oficializada a candidatura à Casa Branca, Trump indicou, somente nesta quinta-feira, que irá escolher o governador de Indiana, Mike Pence, para ser seu vice.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia