Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de julho de 2016. Atualizado às 22h43.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

nAÇÕES uNIDAS

Notícia da edição impressa de 08/07/2016. Alterada em 07/07 às 22h40min

Costa-riquenha é candidata a secretária-geral da ONU

A disputa pelo cargo de novo secretário-geral das Nações Unidas ganhou um novo nome nesta quinta-feira, com a indicação, pela Costa Rica, de Christiana Figueres, que atuou por seis anos como secretária executiva da ONU para a Conferência do Clima. Assim, Christiana se torna a 12ª candidata à vaga, ocupada pelo coreano Ban Ki-moon desde 2007 e que encerra seu mandato no final deste ano.
O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solis, defendeu que a ONU e o mundo precisam de Christiana, pois ela se mostrou uma "construtora de pontes, que ouve e consulta, que ajuda a resolver disputas, constrói entendimentos e antecipa problemas". Ela ajudou a dar forma ao Acordo climático de Paris, no ano passado, e sua performance nas negociações elevaram seu perfil internacional.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia