Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de julho de 2016. Atualizado às 23h45.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Argentina

Notícia da edição impressa de 07/07/2016. Alterada em 06/07 às 23h44min

Cristina tem bens bloqueados pela Justiça

Na saída do tribunal Comodoro Py, ex-presidente argentina foi recebida por cerca de mil apoiadores

Na saída do tribunal, ex-presidente foi recebida por cerca de mil apoiadores


JOSE ROMERO /AFP/JC
Sete meses após deixar a presidência da Argentina, Cristina Kirchner teve todos os seus bens bloqueados pela Justiça. Ela foi informada de sua situação ontem, em audiência com o juiz Claudio Bonadio, responsável pelo processo da venda de dólares no mercado futuro a preços inferiores aos praticados.
O caso é referente a operações financeiras realizadas pelo Banco Central no fim do mandato de Cristina, que causaram um prejuízo de 53 bilhões de pesos
(R$ 12 bilhões) aos cofres públicos. A ex-mandatária chegou ao tribunal Comodoro Py, em Buenos Aires, às 12h50min e, pouco depois das 13h15min, a audiência já havia terminado.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia