Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 00h26.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

14/07/2016 - 00h28min. Alterada em 14/07 às 00h28min

Com gol no fim, Vasco empata com Santa Cruz pela terceira fase da Copa do Brasil

A pressão por uma boa campanha na Copa do Brasil ficou ainda maior para o Vasco após o empate com o Santa Cruz por 1 a 1, nesta quarta-feira, no estádio de São Januário, no Rio, em jogo pela rodada de ida da terceira fase da competição. O resultado poderia ter sido ainda pior, caso o zagueiro Luan não tivesse marcado o gol de empate aos 43 minutos do segundo tempo, em uma forte pressão vascaína para evitar a derrota.
Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no estádio do Arruda, no Recife. Para avançar às oitavas de final, o Vasco terá de vencer ou empatar por 2 ou mais gols. Caso empate por 1 a 1, o confronto será definido nos pênaltis. O gol marcado fora de casa é critério de desempate.
Foi um jogo em que Vasco teve um início ruim, que custou caro. No primeiro minuto, Luan errou a linha de impedimento e Rodrigo não percebeu o avanço de Bruno Moraes, que aproveitou o passe de Leandrinho para chutar na saída do goleiro uruguaio Martin Silva e fazer Santa Cruz 1 a 0.
A situação era ainda pior com o nervosismo de Nenê. Sem se livrar da marcação de Wellington César e Vitor, o camisa 10 demorou a entrar na partida, mas, quando apareceu, quase marcou um golaço. Após bola rebatida na área, o meia limpou o lance e mandou por cima de Tiago Cardoso. O golaço só não se concretizou porque Wellington César salvou o gol na linha.
O time carioca melhorou um pouco e teve mais oportunidades para empatar com Leandrão e Madson. Ambos pararam em duas ótimas defesas de Tiago Cardoso. Mesmo melhor em campo, o Vasco voltou a mostrar nervosismo, principalmente pela fraca arbitragem do paraense Joelson Nazareno.
No intervalo, o técnico Jorginho fez duas mudanças que não surtiram efeito. Caio Monteiro pouco participou, enquanto que Yago Pikachu falhou em lance que Bruno Moraes quase fez 2 a 0, no início do segundo tempo. João Paulo, que entrou bem na partida, também arriscou e fez Martin Silva fazer boas defesas em duas oportunidades.
No fim da partida, o Vasco, finalmente, reagiu. Aos 43 minutos, Nenê levantou na área, a defesa do Santa Cruz se atrapalhou e Luan conseguiu empatar a partida com uma ajuda de Tiago Cardoso. Nos acréscimos, mais duas tentativas. Primeiro com Thalles, para fora. Depois, com Jorge Henrique, em bola que acertou o travessão e quase garantiu a virada vascaína em São Januário.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia