Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de julho de 2016. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Inflação

Notícia da edição impressa de 29/07/2016. Alterada em 28/07 às 22h42min

Indicador do aluguel desacelera e tem alta de 11,63% em 12 meses

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado como referência para a correção de valores da maioria dos contratos de aluguel, desacelerou e registrou alta de 11,63% nos 12 meses até julho, de acordo com dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Nos 12 meses até junho, a alta havia sido de 12,21%. Esse novo percentual deve ser aplicado aos contratos de aluguel com aniversário em agosto.
Em julho, o índice subiu 0,18%, após avançar 1,69% no mês anterior. A variação acumulada em 2016, até julho, é de 6,09%. Em junho, o avanço da "inflação do aluguel" em 12 meses seguiu destoando da evolução negativa dos preços de novos contratos de aluguéis residenciais na cidade de São Paulo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia