Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de julho de 2016. Atualizado às 23h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

27/07/2016 - 23h25min. Alterada em 27/07 às 23h25min

Bolsas fecham sem direção única em Nova Iorque com tom mais otimista do Fed sobre economia

As bolsas de Nova Iorque fecharam sem direção única nesta quarta-feira (27), após se firmarem no azul por um tempo com a percepção de que um novo aperto monetário pode não ser tão iminente, após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) ter divulgado sua decisão de manter os juros inalterados, junto de um tom mais otimista sobre a perspectiva de curto prazo da economia dos EUA.
Dow Jones caiu 0,01%, aos 18.473,47 pontos e o S&P 500 recuou 0,12%, aos 2.166,60 pontos, pressionado pela queda de 3,3% dos papéis da Coca-Cola após divulgação dos resultados. O Nasdaq encerrou em alta de 0,58%, aos 5.139,81 pontos, beneficiado pelo melhor desempenho da Apple (6,58%).
"A Apple não é apenas uma empresa de tecnologia, também é um bem de consumo discricionário. Representa um impulso para a demanda do consumidor", disse Diane Jaffee, administradora de portfólio da TCW.
Em seu comunicado, o Fed disse que os riscos de curto prazo para a perspectiva econômica diminuíram, o que sugere que uma alta nos juros em setembro pode ser apropriada. Entretanto, a probabilidade de alta diminuiu após o comunicado. De acordo com o CME Group, o mercado vê probabilidade de 18% de uma alta nos juros em setembro, comparado com uma probabilidade de 30% antes do comunicado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia