Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de julho de 2016. Atualizado às 00h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

Notícia da edição impressa de 28/07/2016. Alterada em 28/07 às 00h24min

Setor de máquinas faturou 29% a menos no primeiro semestre

O faturamento da indústria de máquinas no Brasil somou R$ 33,06 bilhões no primeiro semestre do ano, um recuo de 29,3% na comparação com igual período de 2015. Já o consumo aparente - que considera produção e importações e exclui exportações - totalizou R$ 53,613 bilhões, queda de 25,4%, segundo dados divulgados ontem pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq). A entidade espera um novo ano de queda no faturamento, o que seria o quarto consecutivo.
Ao considerar os dados apenas de junho, as receitas somaram R$ 5,867 bilhões, uma queda de 23,7%. No entanto, o consumo aparente chegou a R$ 12,543 bilhões, alta de 9%. Apesar dessa melhora, a Abimaq avalia que as altas taxas de ociosidade indicam que é incerta essa retomada.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia