Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de julho de 2016. Atualizado às 22h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

Notícia da edição impressa de 19/07/2016. Alterada em 18/07 às 22h26min

Indicador de produção industrial sobe em junho

Pesquisa da CNI mostra que estoques estão em níveis desejados

Pesquisa da CNI mostra que estoques estão em níveis desejados


SIMECS/DIVULGAÇÃO/JC
A indústria brasileira tem apresentado certa recuperação, segundo aponta a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice de produção do setor subiu de 45,5 pontos em maio para 46,6 pontos em junho. Apesar de ainda estar abaixo dos 50 pontos, o que indica queda da produção, a retração é menor que a observada no mesmo mês de anos anteriores. Em junho de 2015, por exemplo, o índice de evolução da produção estava em 40,3 pontos.
De acordo com a CNI, essa "certa recuperação" é resultado da combinação de alguns indicadores positivos de expectativa - como os de demanda, de quantidade exportada e de compras de matérias-primas - e da redução do ritmo de queda de determinados indicadores coincidentes, como os de evolução da produção e de emprego. Outro ponto destacado pela entidade como positivo são os estoques, que estão no nível desejado. O índice que mede a evolução do número de empregados subiu de 43,7 pontos em maio para 44,6 pontos em junho. No mesmo mês do ano passado, o indicador era de 40,7 pontos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia