Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de julho de 2016. Atualizado às 09h52.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

15/07/2016 - 09h54min.

Dólar ronda estabilidade antes de indicadores dos EUA

Os mercados domésticos começaram o dia sem tração, em dia de agenda fraca no Brasil e à espera de uma bateria de indicadores nos Estados Unidos. O dólar mostra volatilidade e há pouco rondava a estabilidade. Às 9h30min, serão divulgados o índice de preços ao consumidor, o CPI, de junho, vendas no varejo de junho e índice Empire State de atividade industrial de julho.

Às 9h20min, o dólar à vista no balcão caía 0,05%, a R$ 3,2579. O dólar para agosto subia 0,21%, R$ 3,2735.

Na China, a recuperação no setor imobiliário perdeu força em junho, com um avanço menor nas vendas de moradias limitando a expansão dos investimentos. No primeiro semestre, as vendas de moradias subiram 44,4% ante igual período do ano passado, a 4,18 trilhões de yuans (US$ 625 bilhões), segundo dados publicados pelo Escritório Nacional de Estatísticas do país.

Mais cedo foi revelado que a economia chinesa cresceu 6,7% no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, mantendo o mesmo ritmo registrado no trimestre anterior e levemente acima do esperado por analistas (+6,6%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia