Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 23h47.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 15/07/2016. Alterada em 14/07 às 21h33min

Dólar atinge terceira queda seguida

O dólar acumulou a terceira queda consecutiva ante o real no segmento à vista nesta quinta-feira, a despeito de nova intervenção do Banco Central (BC) no mercado. A expectativa de aumento de liquidez internacional e a amenização da turbulência política no Brasil abriram caminho para queda de 1,60% pela manhã, aos R$ 3,2170, menor valor intraday desde 1 de julho. As perdas passaram a ser reduzidas ao longo do dia até a máxima intraday de R$ 3,2582 (-0,34%) durante a tarde, em resposta à busca por proteção diante das preocupações de que o crescimento da China poderá ficar abaixo do esperado.
No balcão, o dólar fechou aos R$ 3,2590, em queda de 0,30%, com giro total de US$ 1,264 bilhão, de acordo os registros da BM&F Bovespa. No período de três dias, a baixa acumulada é de 1,46%. Já no mercado futuro, o contrato de dólar para agosto perdeu 0,47%, aos R$ 3,2665, com um volume de negócios de US$ 11,914 bilhões.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia