Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 23h46.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Comércio Exterior

Notícia da edição impressa de 15/07/2016. Alterada em 14/07 às 20h20min

Exportações gaúchas caem 4,4% no semestre

Embarques da Celulose Riograndense evitaram um desempenho ainda pior, diz a Fiergs

Embarques da Celulose Riograndense evitaram um desempenho ainda pior, diz a Fiergs


CELULOSE RIOGRANDENSE/DIVULGAÇÃO/JC
As exportações do Rio Grande do Sul fecharam o primeiro semestre com uma queda de 4,4% em relação ao mesmo período de 2015. Grande parte deste resultado se deve às perdas com as commodities, que caíram 7,1% (totalizando US$ 2,14 bilhões), em função da retração de 64,4% do trigo e de 36% do milho.
A indústria de transformação também sofreu as consequências deste momento ruim, mas em ritmo menor: suas vendas externas reduziram 2,6%, totalizando US$ 5,49 bilhões. É o pior resultado desde 2009 nessa base de comparação. "Em que pese a menor demanda de nossos parceiros na América Latina e a recente valorização do real, a expectativa dos empresários é de uma leve alta na demanda nos próximos seis meses. Porém, dificilmente as perdas acumuladas neste primeiro semestre serão recuperadas", afirma o presidente da Fiergs, Heitor Müller, ao divulgar os números da balança comercial do Estado nesta quinta-feira.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia