Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 01h11.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 14/07/2016. Alterada em 14/07 às 01h11min

Gastos com segurança de IoT chegam a US$ 348 milhões em 2016

Os gastos mundiais com segurança da Internet das Coisas (IoT) chegarão a US$ 348 milhões em 2016, o que representa um aumento de 23,7% comparado a 2015, quando as despesas foram de US$ 281 milhões. Estes gastos devem chegar a US$ 547 milhões em 2018. Os dados são do Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento em tecnologia. Apesar de os valores parecerem moderados, a instituição prevê que o gasto do mercado de segurança da IoT aumentará muito após 2020 por conta do aumento de demandas, necessidade de equipes com habilidades especiais, mudanças organizacionais e serviços personalizados para melhorar a execução.
"O mercado de produtos para a segurança de IoT atualmente é pequeno, porém está crescendo à medida que os consumidores e os negócios começam a utilizar um número cada vez maior de aparelhos conectados", diz o diretor de pesquisa do Gartner, Ruggero Contu.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia