Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de julho de 2016. Atualizado às 20h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Empresas

11/07/2016 - 21h01min. Alterada em 11/07 às 21h01min

Vendas líquidas da Direcional têm queda anual de 41% no 2º trimestre

A Direcional Engenharia divulgou nesta segunda-feira (11), indicadores operacionais do segundo trimestre do ano. As vendas líquidas totalizaram Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 66 milhões, redução de 41%, quando comparado ao mesmo período do ano passado. No primeiro semestre, as vendas cresceram 24% em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 184 milhões.
A velocidade de vendas do segundo trimestre, medida pelo indicador Vendas sobre Oferta (VSO), atingiu 5,7%. "Esse indicador foi impactado, principalmente, pelo acumulo de lançamentos na última quinzena do trimestre, cujo modelo de venda com repasse na planta dos produtos lançados reduz a velocidade das vendas de lançamento, uma vez que estas somente são contabilizadas após a aprovação do crédito do cliente no banco financiador", afirma a empresa.
A Direcional lançou no segundo trimestre quatro projetos, com total de 1.395 unidades e VGV de R$ 200 milhões. Todos os lançamentos são destinados às famílias que se enquadram nos parâmetros do Minha Casa Minha Vida (MCMV) 2 e 3, em linha com a estratégia da companhia de aumentar sua participação nestes segmentos.
A companhia destaca ainda que, de abril a junho foi realizado o pré-lançamento de um projeto com total de 640 unidades e VGV de R$ 100 milhões, cujo lançamento deve ocorrer no terceiro trimestre, já que não houve tempo hábil para finalizar o processo de contratação do financiamento à produção.
No acumulado do ano, os lançamentos totalizaram VGV de R$ 301 milhões, crescimento de 55% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os lançamentos do segmento MCMV 2 e 3 totalizaram VGV R$ 245 milhões, representando 82% do total.
Os distratos ficaram em R$ 67 milhões no segundo trimestre, redução de 24% em relação ao primeiro trimestre do ano.
A Direcional terminou o segundo trimestre com 4.272 unidades em estoque, totalizando VGV de R$ 1,103 bilhão.
Foram entregues cinco empreendimentos/etapas de abril a junho, totalizando 4.899 unidades e VGV de R$ 334 milhões, sendo quatro projetos enquadrado no segmento MCMV Faixa 1, que representou 98% do volume total.
No segundo trimestre foram adquiridos seis terrenos, todos voltados ao segmento MCMV 2 e 3, com potencial de construção de 3.664 unidades e VGV de R$ 629 milhões. Quatro destes terrenos estão localizados na região Sudeste, um no Nordeste e outro no Centro-Oeste. O custo médio de aquisição foi equivalente a 14,7% do VGV potencial, sendo que 78% do pagamento se dará via permuta, o que, de acordo com a empresa, não causa impacto no seu caixa no curto prazo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia