Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de julho de 2016. Atualizado às 10h59.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

aviação

11/07/2016 - 10h47min. Alterada em 11/07 às 11h01min

Embraer anuncia novos pedidos, opções e intenções que somam US$ 1,48 bilhão

Empresa teve alta de 76% nos lucros em 2015

Empresa teve alta de 76% nos lucros em 2015


EMBRAER/DIVULGAÇÃO/JC
A Embraer anunciou novos pedidos de venda de aeronaves no primeiro dia do Salão Aeronáutico de Farnborough (Farnborough Airshow) em operações que, entre pedidos firmes, opções e intenções de compra, somam US$ 1,48 bilhão, conforme valor de tabela. Foram negociados modelos E190 e E195 da atual versão e da família E2. Entre os compradores estão companhias da Indonésia e Japão, além de uma operadora de leasing e uma aérea de Israel que assinou carta de intenção de compra.
Em entrevista coletiva, a direção da companhia brasileira anunciou que a indonésia Kalstar assinou contrato para a compra de cinco aeronaves modelo 190 versão E2, atualmente em desenvolvimento. O pedido prevê ainda a opção de compra de cinco outros modelos da mesma aeronave. Se forem confirmadas as opções, o pedido somará valor de US$ 582 milhões, segundo valor de tabela. O negócio será incluído na carteira de pedidos do terceiro trimestre.
Outra compra veio da Nordic Aviation Capital, que assinou o pedido firme de quatro modelos 190 da atual versão em uma transação avaliada em US$ 199 milhões. Nesse caso, o pedido entra na carteira do segundo trimestre.
A Japan Airlines, por sua vez, anunciou a conversão da opção de um modelo E170 em compra firme do modelo 190 da atual versão, operação que tem valor de tabela de US$ 49,8 milhões. O modelo brasileiro começou a voar na subsidiária J-AIR em maio deste ano.
Já a companhia aérea israelense Arkia assinou carta de intenção de compra firme de seis modelos 195 versão E2 com a opção para aquisição de outras quatro aeronaves do mesmo modelo. Se a opção for exercida plenamente, o pedido soma US$ 650 milhões, conforme o valor de tabela da empresa.

Companhia entrega 26 jatos comerciais e 26 executivos no 2º trimestre

Ao longo do segundo trimestre, a Embraer entregou 26 jatos para o mercado de aviação comercial - sendo 21 do modelo E175, quatro de E190 e um E195 - e outros 26 para aviação executiva, dos quais 23 leves e três grandes.
Ao final de junho, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) somava US$ 21,9 bilhões. No acumulado do ano, são 47 entregas no segmento comercial e 49 na executiva, para um total de 96 aeronaves.
A companhia destaca que no período ocorreu o primeiro voo do E190-E2, em 23 de maio, "apenas três meses após a cerimônia de apresentação (rollout) da aeronave, no final de fevereiro, e antes da data inicialmente estipulada", afirma em comunicado.
Quanto aos novos contratos no segundo trimestre, a Embraer ressalta o pedido firme com a Horizon Air para 30 jatos E175 com opções de compra para outros 33, no valor de US$ 2,8 bilhões, preço lista, se todas as opções forem exercidas; e mais as estreias de E-Jets no Japão e Portugal.
No segmento de aviação executiva, a companhia cita o pedido firme da Across, do México, para 23 jatos, sendo oito Legacy 500, oito Phenom 300 e sete Phenom 100E, com valor estimado de US$ 260 milhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia