Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de julho de 2016. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 06/07/2016. Alterada em 05/07 às 22h45min

Dólar sobe pelo 3º dia com temor sobre Brexit

arte_bolsa_bolsa_editar_01.jpg

arte_bolsa_bolsa_editar_01.jpg


As preocupações em torno das consequências da separação do Reino Unido da União Europeia sustentaram a alta do dólar, que subiu ontem pela terceira sessão consecutiva ante o real. Dois fatores incomodam os investidores globais em razão da esperada desaceleração econômica na Europa: a saúde dos bancos na região, sobretudo os italianos, e um movimento de fuga de capitais de fundos no Reino Unido.
O dólar à vista fechou em alta de 1,11% aos R$ 3,302. Em três dias, a alta acumulada chega a 2,87%. O giro à vista registrado na clearing de câmbio da BM&FBovespa estava em
US$ 702,284 milhões, mantendo-se abaixo da média diária, na volta do feriado norte-americano do Dia da Independência. No mercado futuro, o contrato de dólar para agosto terminou com avanço de 0,97%, aos R$ 3,3295, com volume negociado de
US$ 12,287 bilhões.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia