Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de julho de 2016. Atualizado às 22h46.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Vinicius Ferlauto

Giro Rápido

Notícia da edição impressa de 29/07/2016. Alterada em 28/07 às 21h31min

Logística internacional

A Ford Brasil coloca em funcionamento, a partir da próxima segunda-feira, um novo centro de distribuição de peças para exportação que atenderá a 12 unidades de produção da marca em vários países. Localizado na cidade de Suzano, na Grande São Paulo, o centro logístico conta com uma área de 1.900 metros quadrados. A instalação permitirá mais agilidade no fornecimento de peças brasileiras para Argentina, Venezuela, México, Rússia, China, Vietnã, Tailândia, Índia e África do Sul. Para suprir esses mercados, a Ford utiliza operações multimodais que envolvem transporte rodoviário, ferroviário, aéreo e marítimo.
Negócio alinhavado
Com o objetivo de expandir sua oferta no segmento de sistemas de transmissões automotivas, a Valeo revelou acordo para adquirir a FTE Automotive, empresa alemã que é uma das principais produtoras de sistemas hidráulicos e eletro-hidráulicos para automóveis e veículos comerciais do mundo. O negócio deve ser concluído entre o último trimestre de 2016 e final do primeiro trimestre de 2017.
Seminovos em alta
O Webmotors, portal de comércio on-line de veículos, verificou um aumento significativo na busca por automóveis seminovos no Brasil. Segundo o site, a procura por um modelo com até três anos de uso teve elevação de 78% nos últimos 12 meses, reflexo da crise econômica no País, que reduziu o poder aquisitivo do consumidor e a oferta de crédito pelas instituições financeiras.
Utilitários visados
O Grupo Tracker, que atua no setor de rastreamento e localização de veículos do Brasil, registrou um aumento de 5,44% no número de acionamentos de veículos roubados ou furtados no segundo trimestre de 2016, comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 1.324 ocorrências envolvendo automóveis, caminhões, motos e utilitários entre abril e junho deste ano. O segmento de "Utilitários", que inclui os SUVs e as picapes, foi o mais visado: alta de 11,31%.
Benefícios impactantes
Quando os veículos autônomos estiverem presentes nos ambientes urbanos, haverá mais segurança, mais mobilidade e melhores condições ambientais. Pelo menos é o que aponta o estudo "Self-Driving Vehicles, Robo-Taxis, and the Urban Mobility Revolution" (Veículos Autônomos, Táxis-Robô, e a Revolução da Mobilidade Urbana), produzido pelo The Boston Consulting Group em parceria com o World Economic Forum. De acordo com o trabalho, a popularização de carros e táxis autônomos resultaria em 60% menos veículos nas ruas, reduzindo o congestionamento e diminuindo em 90% o número de acidentes de trânsito. Em benefício do meio ambiente, também ocorreria queda de 80% na emissão de gases poluentes.
Inteligência artificial
A Honda R&D, subsidiária dedicada à pesquisa e desenvolvimento, e a companhia japonesa de telecomunicações SoftBank anunciaram que irão cooperar para o desenvolvimento de um sistema de inteligência artificial, concebido para permitir ao veículo se comunicar com o condutor e "ler" suas emoções durante as viagens, podendo sugerir desde possíveis rotas a outros tipos de assistência. A interação se daria a partir da fala do motorista e de informações obtidas por sensores e câmeras instaladas nos automóveis. O sistema poderia, inclusive, recomendar necessidade de manutenção do veículo com base nos dados captados sobre distâncias percorridas e o modo de condução.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia