Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de julho de 2016. Atualizado às 20h34.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Notícia da edição impressa de 28/07/2016. Alterada em 27/07 às 17h41min

Em crise, Brasil quer atrair investimento chinês

Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, em Porto Velho (RO), seria um dos alvos potenciais para os asiáticos

Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, em Porto Velho (RO), seria um dos alvos potenciais para os asiáticos


AVENER PRADO/FOLHAPRESS/JC
Uma forte onda de investimentos de companhias chinesas no Brasil é esperada para os próximos meses, sobretudo em infraestrutura e commodities. Para o leilão de transmissão de energia, previsto para setembro, os grupos chineses e outras multinacionais - que já atuam aqui e novas - foram convidados para participar, segundo fontes. O desmonte de ativos da Eletrobras, como a venda das subsidiárias Eletrosul e Celg, é considerado atraente.
Os ativos estão sendo oferecidos a diversos investidores, chineses ou não. Também estão à venda importantes negócios do setor, como a hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira, que tem entre os sócios o grupo Odebrecht, a participação da Light na Renova, ativos da Abengoa e Duke Energy, dizem fontes. As empresas não comentam.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia