Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 23h54.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2016

Notícia da edição impressa de 23/06/2016. Alterada em 22/06 às 21h38min

PP recebe Marchezan Júnior e Sebastião Melo para discutir alianças à prefeitura

Para Melo, aliança com PP foi 'fator decisivo na eleição passada'

Para Melo, aliança com PP foi 'fator decisivo na eleição passada'


MARCO QUINTANA/JC
Lívia Araújo
A proximidade das convenções partidárias obrigatórias para a oficialização dos candidatos à prefeitura de Porto Alegre, que ocorrerão no período entre os dias 20 de julho e 5 de agosto, estão intensificando os encontros entre as legendas para costurar alianças para o pleito municipal.
Nesta quarta-feira, o Partido Progressista (PP) recebeu dois pré-candidatos ao Paço Municipal: o deputado federal Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e o vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB). Segundo o presidente municipal da sigla, vereador Kevin Krieger, as conversações começaram a acontecer a partir da decisão de o PP não lançar candidato próprio. Além de Marchezan e Melo, também foram ouvidos os pré-candidatos Onyx Lorenzoni (DEM), Vieira da Cunha (PDT) e Maurício Dziedricki (PTB), que devem ser novamente recebidos para um aprofundamento das discussões. "É preciso ver quais são as negociações realmente, em termos de proporcional para vereador, candidatura a vice-prefeito e estrutura da campanha", explicou Krieger.
Segundo o vereador, a sigla ainda não consolidou o apoio a um nome específico. "É impossível apontar uma tendência agora. Todos os pré-candidatos têm suas qualidades, mas é o diretório quem vai definir", salientou. O PP deve tomar uma decisão entre os dias 15 e 20 de julho, antes da convenção da legenda, que deve acontecer em 30 de julho.
Para o vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB), que se reuniu com Krieger no início da noite de ontem, "a decisão é do PP sobre qual caminho percorrer no primeiro turno". Melo disse querer ampliar a discussão sobre uma possível aliança, pois esse foi "um fator bastante decisivo na eleição passada, para a chapa Fortunati-Melo, e também para o governo feito com a ajuda do PP".
Melo tem conversado intensamente com lideranças partidárias e declarado consolidada uma aliança prévia com o PSB, PSD, PPS, PHS, PEN e Pros, este último apontado pelo vice como "um namoro bastante adiantado".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia