Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de junho de 2016. Atualizado às 15h12.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Câmara dos Deputados

21/06/2016 - 15h12min. Alterada em 21/06 às 15h12min

Estamos começando as conversações, diz líder do PSDB sobre sucessão de Cunha

O líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), afirmou nesta terça-feira (21) que a bancada começou a discutir possíveis nomes para suceder o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), caso o cargo venha a ficar vago. O peemedebista afirmou em entrevista realizada nesta terça que não irá renunciar ao comando da Casa.
"Primeiro temos que aguardar a vacância do cargo. Mas evidentemente, com tudo que tem acontecido nos últimos dias, nós estamos nos preparando, começando a fazer conversações dentro da nossa bancada e também começando a receber outros líderes, que desejam uma convergência no sentido de encontrar um candidato, que possa reunir condições de restabelecer a normalidade", afirmou Imbassahy, após reunião com integrantes da bancada do PSDB.
O tucano tem ressaltado também que não está descartado um possível apoio ao nome de um integrante do "Centrão", grupo formado por PP, PSD, PR, e PTB, para substituir Cunha num possível mandato "tampão". O nome mais cotado atualmente é o do líder do PSD, Rogério Rosso (DF).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia