Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de junho de 2016. Atualizado às 22h32.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

crise política

15/06/2016 - 22h32min. Alterada em 15/06 às 22h32min

Comissão do impeachment segue relator e aprova dispensa de testemunha da defesa

A comissão especial do impeachment aprovou a dispensa da testemunha da defesa, Hipólito Gadelha Remígio, consultor de Orçamentos do Senado Federal.
O relator do processo, Antonio Anastasia (PSDB-MG), afirmou que o depoente não tem informações sobre os fatos e os atos do impeachment e que se enquadraria no perfil de especialista. Como outros especialistas também foram dispensados, ele também não poderia depor. A defesa da presidente discordou da decisão e afirmou que entrará com recurso.
A comissão se reúne novamente nessa quinta-feira, 16, às 11h. Os senadores vão ouvir mais testemunhas da defesa. Os convidados são Luiz Claudio Costa, ex-secretário-executivo do Ministério da Educação; Wagner Vilas Boas, ex-secretário-executivo-adjunto do Ministério da Educação; Iara Ferreira Pinheiro, subsecretária de Planejamento e Orçamento do Ministério da Educação; Felipe Daurich Neto, diretor do Departamento de Programas Sociais da Secretaria do Orçamento Federal; Clayton Luiz Montes, diretor do Departamento de Programas Econômicos da Secretaria do Orçamento Federal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia